Vida útil de um flash dedicado.

Olá amigos.

Hoje vou falar sobre a durabilidade de um equipamento essencial para os fotógrafos: flash dedicado.

Atualmente existem dezenas de marcas e modelos no mercado, mas nada melhor do que usar o flash dedicado da mesma marca do seu corpo (equipamento fotográfico), porém,  isso significar maior investimento  e sempre fica o questionamento se vale à pena ou não quanto a durabilidade, ou melhor dizendo, vida útil do acessório que acompanha quase todos os fotógrafos.

A vida útil do flash dedicado, depende exclusivamente da maneira que o mesmo é utilizado. Na grande maioria dos casos, a lâmpada queimada é o maior responsável por levar os flashes para as assistências técnicas. Problemas eletrônicos nas placas ocorrem com menor frequência, sendo praticamente zero a possibilidade deste tipo de defeito quando  utilizado o seu equipamento corretamente.

Sendo a queima da lâmpada a principal razão por levar os flashes a assistência é preciso se precaver, pois não existe uma forma de prever exatamente quando a  luz irá se apagar (lâmpada queimada). Por via de regra a lâmpada que equipa os atuais flashes dedicados tem uma vida útil baseada em ciclos de disparados, que varia muito de acordo com a potência utilizada nas luz, tempo que o flash foi submetido ao uso extremo, temperatura e etc.

A lâmpada queimou, e agora?

Sim, uma das minhas cabeças de flash “pifou” bem no meio de um esnaio externo. Por precaução eu sempre tenho outro flash reserva na bolsa e por sorte o ensaio estava no final.

Resolvi desmontar a unidade de flash, pois até então não sabia o que tinha acontecido, poderia ser placa, capacitores, fios derretidos, circuitos ou mesmo, simplesmente, a lâmpada. Por fim, tive a confirmação  visual, após desmontar todo o equipamento, que a lâmpada havia queimado.

Fiz alguns orçamentos que foram de R$350,00 à R$500,00 e cheguei a conclusão que a melhor opção era eu mesmo trocar a lâmpada, então resolvi chamar um amigo especialista em eletrônica que fez o trabalho após eu comprar um lâmpada novinha (e original) por R$100,00 .

Fazendo as contas rapidamente, penso que o meu flash durou cerca de 2 anos e aguentou aproximadamente entre 30 e 40 mil disparos, isso entre eventos, ensaios, saídas à campo e fotografia documental (natureza/macro), utilizando nas mais diversas situações e condições de luz, hora exigindo potência máxima, hora apenas luz de preenchimento, burst e etc.

Pensando nisso, compartilho algumas maneiras de fazer o flash aguentar um pouco mais do que o meu aguentou:

  • sempre que possível usar o  ISO um pouco mais alto, nada absurdo, isso exige menos potência do flash;
  • evitar disparos contínuos que aqueçam demasiadamente o flash (lâmpada);
  • ter uma cabeça de flash dedicado reserva (backup) e utilizar de maneira intercalada;

Com essas dicas, certamente será prolongada a vida útil da lâmpada do seu flash dedicado.

Abraços e até a próxima.
Equipe EF.

4 Comments:

  1. Muito bom as informações, só preciso saber onde comprar a lâmpada, só encontrei paralelas, vc pode me ajudar. Email Valdecifsl@hotmail.com
    Muito obrigado

  2. Descobri por acaso seu blog. Ótimos comentários, bastante objetivos e muito claros. Vou ler tudo…

    Cesar.

    [WORDPRESS HASHCASH] The poster sent us ‘0 which is not a hashcash value.

  3. Boa, show seu blog é muito útil e legal pacas… ajuda e muito, esse seu flash qual modelo era??? Estou precisando comprar uma lampada pro meu SB600 e não sei nem aonde procurar!

Deixe um comentário, ficaremos felizes em saber o que achou!