TCs: tudo sobre o uso de teleconversores.

Hoje vamos  falar um pouco sobre teleconversores, ou duplicadores como alguns fotógrafos costumam chamar este acessório.

Teleconversores ou “TCs” nada mais são que uma pequena estrutura simplificada, semelhante a uma objetiva, composto por diversos elementos ópticos capazes de aumentar a distância focal sem aumentar o tamanho físico da objetiva.

Os TCs atuais possuem todos os contatos eletrônicos necessários para que a objetiva funcione corretamente, inclusive fornecendo informações sobre a fotometria, distância focal e o funcionamento do auto-foco e estabilizador de imagens para a câmera.

              

O “TC” sempre é instalado entre a baioneta da objetiva e a baioneta do corpo da câmera, qualquer outro acessório que seja acoplado na ponta da objetiva através da rosca passa a ser considerado um filtro, ainda que este exerça a função de aproximação assim como os tele conversores.

Num primeiro momento tenho certeza que muitos fotógrafos e visitantes aqui do portal EF vão pensar:

“Então é só eu comprar um TC para aumentar o poder de aproximação da minha objetiva!” 

A resposta é clara: NÃO!

Teleconversor não é um acessório feito para ser usado com qualquer objetiva, este acessório exige uma série de características para ser ou não compatível com a sua objetiva e a forma mais segura de saber com qual objetiva um determinado “TC” é compatível é acessando o site do fabricante e procurando as informações compatibilidade, o que nem sempre é fácil de encontrar, por isso deixaremos aqui algumas dicas básicas que funcionam em 80% dos casos para saber se sua objetiva é compatível com “TCs”.

<

p style=”text-align: justify;”>

Características para compatibilidade com TC:

  • ser uma objetiva telefoto (df  à partir de 70mm);
  • ter uma abertura constante de f2.8 para TCs de 2x ou similar;
  • ter uma abertura constante de f4 para TCs de 1,4x ou  similar;
  • abertura constante do diafragma – f;

O TC altera todas as características da objetiva: distância focal, abertura e ampliação. Basta multiplicar tudo pelo fator do TC.

Para não deixar dúvidas vamos entender os motivos que exigem que a objetiva atenda estes critérios para compatibilidade:

1) é preciso ser meia-tele ou maior (70mm ou mais) pra evitar o choque entre os elementos ópticos do “TC” e da objetiva. Lentes angulares costumam expor o elemento traseiro da objetiva possibilitando o contato entre os elementos.
2) abertura constante f2.8 para TC de 2x e de F4 para TC de 1.4x pois o sensor do auto-foco das câmeras eletrônicas precisam de uma luminosidade miníma de F5.6 (ou mais claro) para realizar o foco. O TC multiplica todas as características da objetiva, inclusive a sua abertura deixando ela mais escura, sendo assim f2.8 x 2 = f5.6 e  f4 x 1,4 = f5.6.  Caso a objetiva fique mais escura que 5.6 a velocidade e a precisão do auto-foco ficam prejudicados.
3)  mesmo atendendo as características de compatibilidade nem toda objetiva aceita TC, e nem todo TC é compatível com todas as objetivas, mesmo que num primeiro momento as características sejam compatíveis.
4) algumas objetivas mais escuras que F4 permitem o uso do TC, inclusive de 2x, porém o foco passa a ser totalmente manual e muitas vezes, inviável.

O “TC”  pode ser uma ferramenta poderosa se utilizado com a objetiva correta, não existe milagre, por isso como tudo tem suas vantagens e desvantagens.

Utilizar o “TC” com uma objetiva fixa oferece um resultado muito superior do que se comparado ao uso com objetivas zoom, isso por que a construção óptica das objetivas fixas (sem variação da distância focal) é muito mais simples, o que gera uma degradação bem menor na imagem, enquanto que manter a qualidade óptica nas objetivas zoom (com variação da distância focal) é muito mais complexo o que acaba gerando perdas maiores na qualidade de captura final.

Abaixo uma fotografia com uma objetiva fixa com distância focal de 300mm e TC 1,4x (totalizando 420mm):

Vantagens!

– aumento da distância focal da objetiva (podendo até dobrar a df);
– baixo custo p/ aumentar a aproximação se comparado ao preço das objetivas com df maiores;
– versatilidade principalmente quando usado com objetivas zoom com abertura f2.8, transformando uma objetiva em “duas”;

Desvantagens!

– comprometimento na qualidade óptica gerando degradação na imagem final;
– quanto maior a ampliação do TC maior a degradação gerada, principalmente em objetivas zoom;
– diminuição da luminosidade (multiplicar a abertura pelo fator do TC);

Antes de comprar um tele conversor considere a real necessidade e se o custo x benefício vale à pena. Na internet existem diversos sites onde é possível encontrar informações sobre a qualidade dos TCs, mas prefira sempre a mesma marca da objetiva que pretende usar com o TC pra evitar problemas no encaixe.

Uso proibido! Risco de danos…

Tentar acoplar TC em alguns modelos de objetiva pode significar dano permanente nos elementos ópticos ou mesmo na parte eletrônica do equipamento.

Os seguintes tipos de objetivas zoom angulares como 10-xx, 12-xx, 16-xx, 18-xx, 18-xxx (18-105, 18-200), 24-xx, 24-xxx, 28-xx, 55-xxx e teleobjetivas zoom como 70-300, 80-400, 100-400, além das objetivas fixas 8, 10.5 fish, 12, 14, 16, 20, 24, 28, 35, 50, 60, 85 não suportam o uso de TC.

O melhor é sempre consultar o site do fabricante da objetiva e do TC para certificar-se da compatibilidade dos equipamentos.

Abraços e até a próxima.

Equipe EF.

49 Comments:

  1. Voces saberiam me dizer quais lentes posso usar no teleconverter da nikon TC-200.
    Queria usá-lo em lentes manuais em camera análogica. Utilizando lentes NOn Ai.
    Tipo uma Nikon Kogaku 300mm f4.5 com o tc 200? Funciona?

  2. Sabe me dizer se funciona com a lente 150-500mm F5-6.3 APO DG OS HSM da Sigma? Estou com um TC da mesma marca, mas a qualidade das fotos caiu um pouco. Fiquei preocupada com isso.

    • Boa noite Izalete.

      É normal que objetiva ZOOM com TC sofram um pouco com a qualidade de imagem. TCs funcionam melhor com objetivas fixas (sem zoom) com aberturas F4, F2.8 ou mais luminosas.

      O TC Sigma 1,4x e 2.0x é compátivel com a Sigma 50-500mm, porem o neste caso o AUTOFOCO da objetiva deixa de funcionar, tornando o foco manual.

      Abraços, equipe EF.

  3. Iderval Lima Miranda

    Possuo uma Nikon Df. Recentemente adquiri imprudentemente um TC Sigma 2x para Nikon. A ideia era usá-lo na minha lente Nikon DX 55-300 1:4.5-5.6 G ED. Desolado, descobri que essa lente não é compatível com o TC. Depois de ler o post sobre TCs e comentário decorrentes, fiquei temeroso em usá-lo na minha Df. Cheguei a pensar em adquirir uma teleobjetiva Sigma 300mm e usá-la juntamente com o TC Sigma na Df. Devo esquecer essa possibilidade, dado algum risco que tal combinação possa gerar? Muito grato por sua orientação.

    • Bom dia Iderval, esperamos poder ajuda-lo.

      Sobre o uso de TCs, realmente é complicado pois não são todos os tipos e modelos de objetivas que suportam este acessório. No caso da objetiva Nikon AFS 55-300mm o uso de TC pode causar danos aos elementos.

      O fato do TC ser SIGMA não permite o encaixe em algumas objetivas, mesmo que fosse um TC Nikon e se encaixasse ele poderia causar danos. O fato do TC encaixar à objetiva NÃO SIGNIFICA que ele é compatível, então é preciso tomar cuidado redobrado.

      Objetivas Sigmas que serão compatíveis com o TC Sigma seguem a mesma regra do post, ou seja, tem que ter abertura constante f2.8 e ser uma teleobjetiva. Para ter certeza da compatibilidade entre o modelo da objetiva e o TC visite o link: http://www.sigmaphoto.com/lenses/lens-resources/teleconverter-compatibility , mas já adiantamos que uma objetiva Sigma AF 70-300mm F4-5.6 por exemplo, não será compatível.

      Estamos a disposição.
      Equipe EF.

  4. Boa noite! Comprei uma lente 70×200 f2.8 AF-S Nikkor 70-200mm 8g ED VR II e quero comprar um Teleconverter TC-20E III, Minha câmera é D-7000, quando acoplar o teleconverter, vou perder a claridade da 2.8? Fotografo aves, muitas vezes dentro da mata.

    • Boa noite Marcelo. Obrigado pela visita.

      Você possui uma excelente objetiva, umas das melhores objetiva ZOOM da Nikkor. Ao utilizar o TC-20EIII você vai passar a ter uma objetiva 140-400mm F5.6, o TC atua duplicando a distância focal e também a abertura da objetiva.

      Vale destacar que ao utilizar um TC é necessário fechar em pelo menos 1 ponto a abertura para contornar a perda de nitidez em função do uso do TC.

      Abraços, equipe EF.

  5. Achei ótimas as explicações acima sobre TC , e tenho uma canon 70-200mm, f.2.8. Daria para usar o TC ? abraço

  6. Muito bacana o artigo!
    Acho que consegui definir o que vai funcionar bem.
    Minha camera: Nikon D800, capaz de fazer autofoco em f/8.
    Consultando o site observei que a AF-S 80-400mm f/3.5-5.6 G tem compatibilidade com o TC-14 E II, logo eu conseguiria 560mm em f/8.
    Acho que os resultados serão bons.
    O que voces acham?

    • Boa noite…

      A resposta é sim e não! Sim por que vai funcionar, mas por outro lado o AF vai ficar bem lento, e a qualidade óptica vai ficar bem comprometida por ser uma objetiva zooom. Geralmente, pra ter uma boa qualidade óptica é preciso compensar a degradação fechando 1 ponto a abertura em TCs 1.4x e fechando 2 pontos em TCs 2x. Isso significa que a 80-400mm 5.6 com TC 1,4x ficara F8 e para compensar a qualidade, teria que fechar pra F11… Então creio que os 80-400mm bastem para o seu uso, ou se necessitar de mais capacidade de aproximação, considere a Tamron 150-600mm ou Sigma 150-600mm Sport.

      Abraços Equipe EF

  7. ALVARO ALBERTO DOS SANTOS

    Ola.
    É possivel acoplar dois TC 2X numa unica lente?
    Isso significaria que uma lente 100mm ficaria 400mm?

    obrigado

    • Olá ALVARO, muito comum a sua dúvida porém pouco falada.

      Colocar dois TC’s pode causar um curto circuito na objetiva ou na câmera, os próprios fabricantes desaconselham essa tentativa/prática, então NÃO É POSSÍVEL USAR 2 TCs ACOPLADOS em função do alto risco de causar um dano no equipamento.

      Se uma objetiva 100mm pudesse ser conectada a 2 TCs, sim, ela ficaria com 400mm (100 x 2 = 200 x 2 = 400).

      Abraços, equipe EF.

  8. Olá Tiago boa noite.
    Por favor não entendo praticamente nada de fotografia e resolvi começar a clicar por hobie, tenho uma canon t31 e gostaria de saber se posso utilizar o tc 2x sigma com uma lente 70-200 também sigma?Não vai danificar minha camera?Muito obrigado e aguardo resposta.

    • Eduardo, boa tarde.

      Sim, conforme descrito na postagem acima, a objetiva SIGMA AF 70-200mm F2.8 EX HSM DG aceita teleconversor (TC) da própria marca de 1,4x e 2x por ser uma objetiva telefoto com abertura grande (f2.8). Lembre-se de comprar pedir/comprar o TC SIGMA para “mount” (encaixe) Canon, pois cada marca de câmera usa um TC SIGMA com encaixe próprio.

      Abraços, equipe EF.

  9. Olá achei o artigo muito interessante, porém eu tenho uma 450d e uma tele 70-200 serie L F4, não é IS; como tiro foto de passaros por prazer e também por ser gestor ambiental eu compreu um tc 2x EF serie II, porém não funciona o autofoco, como diz o texto e porque ficou muito escuro e se eu comprar o tc 1.4x será que vai funcionar. se sim vc´s tem dicas onde eu poça comprar ou troca o meu tc, obrigado marcelo Firmino

    • Marcelo boa tarde.
      Realmente é estranho pois as CANON’s trabalham com abertura de F8 quando utilizado o TC, não sei se a marca alterou algo em alguns corpos.
      A dica é que você venda e compre um TC1.4x pois o 1.4x na sua objetiva vai tornar ela uma lente 100~280mm com abertura F5.6.
      Obrigado pela visita, equipe EF.

  10. Bom dia,
    Tenho uma Panasonic Lumix G10 e agora comprei no ebay uma lente antiga quantaray 85-210mm auto zoom para Minolta com o respectivo adaptador (porque vi no youtube a camera com a lente a funcionar muito bem).
    Um TC 2x para Minolta funciona bem nesta lente?
    Obrigado

  11. Tiago, muito interessante o texto. Durante um certo tempo usei um TC 2x em uma objetiva 70-300mm e depois a camera começou a falhar nos cliques, não funcionava mais nos modos manuais,somente no automático. Levei ao conserto e o tecnico me disse que tinha havido danos ao micro-sistema eletrico-eletrônico da camera. Não entendí o porque, mas a desconfiança recaiu sobre o TC, já que ele forçava a camera no AF e essa não conseguia. Será que isso tem fundamento? grato.

    • José, muito boa tarde.
      Sobre sua pergunta se o TC pode ter causado o dano a resposa é sim.
      Veja que o seu TC não era da marca da sua câmera, provavelmente uma marca terceira, por isso funcionava o AF mesmo forçando.
      Evite essas combinações que não são recomendadas.
      Abraços equipe EF.

  12. Tudo bem, Tiago?
    Primeiramente, obrigado pelas úteis informações que você nos fornece.
    No item 4 acima, você usa o termo “inviável”. Por quê?

    • Bom dia Elvio, tudo ótimo.

      Sobre sua pergunta por que uso o termo inviável ao usar o foco manual nas câmeras atuais é justamente por ser bem dificil ou requerer muita prática pra conseguir focar sem o uso do bi-partido das câmeras mais antigas onde o foco era manual.

      Abraços, equipe EF.

  13. E ai Tiago! Valeu pelas dicas. Eu tinha mutas dúvidas sobre teleconversores. Na verdade eu nem acreditava que funcionavam bem nas teles..Muito grato..

  14. Ola pessoal comprei uma camera a pouco tempo e pensei em sar usar um TC minha lente é um Tamrom 18-250mm auto foco 1:3.5-6.3

  15. Tiago.
    Tenho tanto os dois (TC e TE), mas até agora não tive coragem de fazer um teste. Tenho medo de danificar alguma coisa.
    Obrigadão pelas informações.
    Abraços.

  16. Boa tarde, Tiago.

    Só mais uma pergunta meio maluca:
    Dá pra utilizar D700 + 70-200mm f/2.8 + TC 2x + Tubo de extensão?
    Se houver compatibilidade, quais as vantagens e prejuízos alem daqueles já observados com o uso só do TC?
    Obrigado.

    • Cezar, boa tarde.
      Sobre a sua dúvida não posso dizer se funciona, pois nunca efetuei tal teste e acho que este pode gerar algum dano, assim como utilizar dois TCs.
      O tubo de extenção permite focar mais próximo do assunto aumentando a ampliação final.
      O tc aumenta a distância focal, aproximando o objeto.
      É uma pergunta complicada, vejo que o uso do TE vai desativar da objetiva e o TC vai fazer dela uma lente 140-400mm. Se a idéia for macro, use sem o TC. Se a idéia for telefoto, use sem o TE.
      Atenciosamente, equipe EF.

  17. Prezado Amigo.

    Bem, pelo que li não posso colocar um TC na minha lente sigma 18mm/250mm, 72mm, que uso na Sony Alpha 550?

    • Bom dia Paulo.

      Realmente sobre a sua dúvida, a sua objetiva 18-250 não é compatível com TC’s.

      Pode até existir algum modelo de TC que encaixe, e “funcione”, porém existe o risco de riscar os elementos óticos.

      At.
      Equipe EF

  18. Obrigado pelo esclarecimento.

    Abraço

  19. Olá Tiago,

    Sei que a pergunta é simples e eu creio saber a resposta, mas gostaria de confirmar.

    Uma teleobjetiva 400mm f/2.8 com um TC 2x vai gerar uma imagem inferior à uma teleobjetiva 800mm f/5.6?

    • Bom dia Rubens, novamente respondendo sua pergunta sobre a imagem de uma objetiva 400mm 2.8 + TC2x ser inferior a 800mm 5.6…

      Se a palavra inferior que citata na pergunta for em relação a qualidade de imagem, nitidez, contratste, certamente o uso do TC2x irá comprometer sim, fazendo a 800mm uma opção melhor, porém mais escura. Quando se usa TCs o ideal é fechar um pouco mais o diafragma para compensar a degradação gerada na imagem, no caso da 400mm 2.8 + TC que resulta nos mesmo 800mm 5.6, teríamos que fechar pra f7.1 pelo menos para compensar e ter a mesma qualidade da objetiva 800mm 5.6

      A vantagem da 400mm f2.8 é claramente a sua luminosidade maior, dois pointos a mais de luz quando usada sem o TC e a versatilidade de possuir uma objetiva 400mm f2.8 e uma objetiva 800 f5.6 (quando com tc2x), sem sombra de dúvida a melhor opção.

      Equipe EF.

  20. Bom dia Tiago.
    Parabéns pelo artigo: simples e objetivo.
    Há uma semana adquiri (a duras penas, e sem a patroa saber dos valores) uma Nikon 70-200 2.8 VRII e um TC-E20III 2x. Com a D700 adquirida há 2 meses, sai para uma chácara e lá fiz algumas fotos. Quando fui transporta-las para o note, observei que uma grande parte ficou desfocada, principalmente as de pássaros voando.
    As duvidas que carrego, estão diretamente relacionadas com a focagem. Na D700 tem 3 modos de focagem: continua, simples e manual; Modo de área de AF: de ponto simples, de área dinâmica, e Zona AF automática. Alem disso, não sei exatamente qual modo de exposição escolher: Matricial, Central pontuada ou Localizada. Como da pra ver, não são poucas duvidas e sei que e muito difícil explicar tudo isso por mensagem, mas se vc pudesse me dizer como vc configura esses três elementos ao fotografar aves (voando ou paradas), seria 10.
    Voltando ao assunto do artigo, pra mim foi importante as informações nele contidas, pq comprei o TC sem essas informações mais detalhadas, estranhei, inclusive, o fato da maior abertura ficar em 5.6, não sabia o porque.
    De qualquer forma, PARABÉNS!!!
    Agradecido.
    Abs.

    • Cézar, bom dia.

      Resalmente são muitas dúvidas.
      O que posso dizer é que o TC é um elemento a mais de interferência, ajuda mas também em alguns casos atrapalha. Ótima combinação: D700 + 70-200 + TC2x.
      Sobre a fotografia de aves, começo dizendo que é pouco!
      Seria necessário uma distância focal maior. Quando eu utilizava corpo FX (full-frame) eu optava por uma objetiva 500mm, porém o peso era muito e então resolvi trocar por uma câmera com sensor APS + 300mm + TC que ficou bem mais leve.
      Já o sistema de foco, depende muito da situação, não existe receita de bolo mas uma dica legal é para você NÃO utilizar o modo de Zona AF Automática, pois ela escolhe qualquer “ponto” pra fazer o foco.
      Abraços.

  21. Tiago essas explicações vieram a calhar. Tenho uma lente Sigma 70-200 f2.8 e um teleconversor também da Sigma de 2x.

    Gostaria de saber mais detalhes sobre como se apresentam esta “degradação”. Tenho observado que aumenta o “granulado” e talvez um pouco a nitidez….Seria isso o que se chama de “degradação”?

    Por outro lado tenho sentido muita dificuldade para focar, fica muito mais lento que quando somente com a lente.

    Para fotografar passaros em voo estou começando a pensar que não vale a pena. Tem como melhorar isso?

    Saudações e parabéns pelo excelente artigo

    Mario

    • Bom dia Mário.

      A degradação é justamente na perda da definição da imagem, ou seja, nitidez e detalhamento menores do que se comparado com fotos sem o TC. A imagem se torna com um aspecto de plástico, sem textura.

      Já a granulação, deve estar ocorrendo por conta do ISO mais alto pra compensar o escurecimento da objetiva que passa de 2.8 pra 5.6, ou seja, 2 pontos de exposição, se pensarmos em termos de ISO para compensar a exposição, teriamos que aumentar em 2 pontos a sensibilidade, passando de ISO400 para ISO1600 por exemplo.

      Sim, o TC rouba um pouco da agilidade do autofoco, principalmente nas objetivas zoom, é uma boa ferramenta mas tem suas desvantagens e essa é uma delas.

      Para contornar o problema não existe uma solução ou configuração, o jeito é se adaptar a perca de desempenho e prever o movimento do assunto, evitando deixar o foco se perder.

      At.
      Tiago

  22. Muitas dúvidas foram sanadas com essa postagem!! Explicação muito objetiva!!!
    Valew Tiago por mais uma dica!!!

Deixe um comentário, ficaremos felizes em saber o que achou!