Sopa de letrinhas: conheça o que significa cada “sigla” nas objetivas Canon, Nikon, Pentax, Sigma e Sony.

Bom dia pessoal.

Hoje vou falar de um assunto que confunde fotógrafos iniciantes e veteranos: as letrinhas que diferenciam as objetivas.

É comum encontrarmos no mercado objetivas bem parecidas em tamanho ou distância focal, porém com preços bem diferenciados e isso se deve justamente à tecnologia e às características de cada uma.

Você é capaz de diferenciar o que cada objetiva oferece?

Para saber um pouco sobre essas diferenças é fundamental conhecer a sopa de letrinhas formada pelos fabricantes que não mantêm um padrão.

.

Objetivas

CANON

FD –>tipo de encaixe de baioneta utilizado na época do filme antes dos corpos EOS (não compatível com as digitais e as 35mm da linha EOS).

EF-M –> tipo de encaixe de baioneta utilizado no sistema mirrorless da marca (exemplo: Canon EOS-M)

EF-S –> tipo de baioneta de encaixe utilizado nas digitais com sensor APS (fator de CROP 1,6)  não compatível com as digitais full-frame (1x) e APS-H (corte de 1,3x)

EF –> tipo de baioneta de encaixe utilizado nas digitais full-frame, compatível também com os sensores APS-C (1,6x) e APS-H (1,3x).

USM –> motor ultrassônico que equipa as objetivas tornando o foco muito mais rápido e silencioso.

L –> define as objetivas de alta performance da marca com corpo selado, baioneta EF e geralmente abertura constante.

DO –> define as objetivas compactas da marca.

IS –> objetivas com estabilização de imagem.

TS –> objetivas  “tilt-shift” que são capazes de corrigir os planos entre o sensor e a cena.

STM –> novo motor de foco que possibilita foco constante, suave e silencioso nas filmagens (lançado em 2013).

.

NIKON / NIKKOR

AF –> lentes auto-foco mas sem motor próprio, dependem do motor equipado no corpo da câmera.

AF-I –> objetivas com  motor para auto-foco incorporado (primeira versão).

AF-S –> objetivas com  motor para auto-foco incorporado, silêncio e rápido.

AF-P –> objetivas com motor de passo incorporado, foco mais preciso e silencioso em filmagens. Introduzido em 2016.

DX –> objetivas para sensores APS-C (com fator de CROP de 1,5x), compatíveis com as full-frame, porém com menor resolução.

D –> objetivas com anel de abertura na baioneta que informa a distância do assunto e aceita medição matrix, compatível também com as câmeras manuais e mecânicas (sistema mais antigo substituído pelo G).

G –> objetivas sem anel de abertura na baioneta. São mais modernas e permitem que a objetiva seja totalmente selada.

ED –> elemento de alta qualidade que diminui a dispersão da luz.

N –> indica a linha de alta-performance da marca, geralmente com abertura constante, corpo selado e com os novos elementos revestidos por nanocristais.

IF –> foco interno.

SWM –> objetivas que possuem motor de foco silencioso e de maior velocidade.

VR / VR II –> sistema de estabilização da marca.

DC –> objetivas com sistema de controle do desfoque.

PC –> objetivas com controles de perspectivas, conhecida também como “tilt-shift”, capaz de corrigir perspectivas entre a cena e o sensor.

SIC –> tratamento integrado na superfície da objetiva para diminuir aberrações cromáticas e “flares”.

PF –> sistema de engrenharia óptica que reduz o tamanho e o peso dos elementos.

E –> indica sistema eletromagnético de abertura do diafragma lançado em 2014 que permite o controle da abertura mesmo em modos de filmagem ou ao vivo.

FL –> óptica com elementos a base de Fluorita para melhor qualidade óptica e diminuir o peso da objetiva.

.

PENTAX

AL –> elemento asférico que diminui aberrações cromáticas na imagem.

ED –> elemento de alta qualidade que diminui a dispersão de luz.

IF –> foco efetuado internamente.

FA –> objetivas com auto-foco.

.

SIGMA

DC –> objetivas para sensores APS-C (com fator de CROP de 1,5 ou 1,6x).

DG –> objetivas otimizadas para o sistema digital, compatível com sensores full-frame e APS-C/H.

APO –> elemento apocromático para diminuir aberrações cromáticas na imagem.

EX –> indica as objetivas de alta performance da marca.

C (contemporary) –> nova linha de objetivas básicas da marca (versão simplificada).

S (sport) –> linha de objetivas para uso externo com recursos melhorados em relação a linha “C”.

A (art) –> linha de objetivas de alta performance da marca (substitui a linha EX).

IF / RF –> foco interno e/ou efetuado pelos elementos traseiros.

ASP –> objetivas com sistema asférico para corrigir distorções cromáticas.

HSM –> objetivas equipada com motor de foco rápido e silencioso.

OS –> sistema de estabilização de imagens.

MACRO –> lente com capacidade de ampliação de imagem de 1:3 até 1:1.

.

SONY / MINOLTA

A –> baioneta padrão da linha Alpha DSLR/DSLT.

DT –> objetivas para baioneta DSLR/DSLT com fator de corte de 1,5x (APS-C).

E –> baioneta da linha Alpha Nex (APS).

FE –> baioneta da linha Alpha 7 (FX).

AF –> objetivas com auto-foco.

APO –> elemento apocromático para diminuir aberrações.

G –> indica as objetivas de alta-performance da marca, com abertura maior e óptica melhor.

HS –> high-speed, algumas lentes da marca apesar de não serem “G” .

MD –> objetivas que possuem uma aba para indicar a abertura mínima.

MF –> objetivas com foco manual.

SSM –> motor super-sônico que equipa algumas objetivas , em geral as “G”.

Zeiss –> objetivas para Sony Alpha com a tecnologia da marca alemã.

.

Tokina 

AS –> ótica asférica para minimizar distorções.

F&R –> os elemento frontal e traseiro é esférico, corrigindo aberrações e a luminosidade.

SD –> possuem elementos para diminuir as distorções de luz/cor nas fotos.

HLD –-> objetivas com alta refração e baixa dispersão de luz em seus elementos, especialmente utilizados em objetivas super-angulares.

MC –> elementos com revestimento para diminuir possíveis flare.

IF –-> sistema de foco interno, sem alterar o tamanho da objetiva.

FC –-> permite ajustes no foco manualmente, mesmo com auto-foco ativado.

Entre outras.

.

Quanto mais caro melhor???

Por questões obvias, quanto mais recursos tiver uma objetiva mais cara ela tende a ser, mas algumas objetivas fogem dessa regra, como por exemplo a excelente 50mm f1.8 do sistema Canon ou Nikon que tem excelente qualidade óptica com baixo custo. As melhores objetivas quase sempre são as que trazem a sigla de alta-performance dentro do seu sistema/marca, mas o que vale mesmo é buscar o melhor custo x benefício para o seu uso e tipo de fotografia e necessidade.

Comprar a objetiva certa pode ser determinante na hora de fazer uma boa fotografia e nem sempre a mais cara é a melhor.

Quando você for comprar a sua próxima objetiva você já sabe o que cada sigla significa e se realmente precisa de tais características.

Até a próxima pessoal.
Equipe EF.

2 Comments:

  1. Muito útil, Tiago! Diria até que de “utilidade pública”! rs…
    Abraço, parabéns pela iniciativa.

Deixe um comentário, ficaremos felizes em saber o que achou!