São Miguel das Missões, por Luiz Ricardo Bastos.

Próxima a Ijuí e Santo Ângelo, distante 483 km de Porto Alegre, no norte do Estado do Rio Grande do Sul, localiza-se a cidade de São Miguel das Missões.

Outrora era o povoado de São Miguel Arcanjo, fundada pelos jesuítas em 1687, após terem sido forçados a se deslocarem de outros povoados. Este local chegou a ter quase cinco mil habitantes, em sua maioria índios guaranis e padres jesuítas. Existiam escolas, fontes, praças, oficinas, além da igreja e das habitações.

A construção da Igreja de São Miguel, concluída em 1745, no final do período barroco, durou dez anos e seu projeto foi inspirado na Igreja de Gesú em Roma, sede da Companhia de Jesus.

O processo de decadência ocorreu em função dos tratados que entre si vinham estabelecendo entre Portugal e Espanha: em 1750 o Tratado de Madri troca a Colônia de Sacramento (hoje Uruguai), pelo território dos Sete Povos das Missões, sendo os índios obrigados a abandonar suas terras.

A resistência dos índios guaranis encontra sua expressão na pessoa do cacique Sepé Tiarajú, herói da Guerra Guaranítica (1754-1756), quando os índios afinal derrotados, antes de abandonarem a redução, ateiam fogo às suas residências e ao Colégio.

 A frase dita por Sepé Tiarajú na Guerra Guaranítica está escrita em guarani – CO YVY OGUERECO YARA (esta terra tem dono), no pórtico da cidade.

O Sítio Arqueológico de São Miguel Arcanjo  recebe visitantes de terças-feiras à domingos,  é localizado na região central da cidade e é onde estão as ruínas jesuítas da antiga redução de São Miguel Arcanjo. Foi declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO em 1983.

O sítio arqueológico conta ainda com o Museu das Missões, que abriga estátuas de imagens sacras feitas pelos índios guarani, e em seu exterior estão os sinos da antiga igreja.

Confira a galeria com fotografias de autoria do fotógrafo Dr. Luiz Ricardo Bastos:

Abraços e até a próxima,
Dr. Luiz R. Bastos.

Créditos das fotos: © DrLuiz Ricardo Bastos (Limeira-SP).
Fontes: Prefeitura Municipal de São Miguel das Missões, Wikipédia.

 

Deixe um comentário, ficaremos felizes em saber o que achou!