Nikon anuncia novas teleobjetivas de 500mm e 600mm.

A Nikon anunciou o lançamento de duas novas tele-objetivas, modernizando o seu conjunto de supertele para fotografia de esportes e vida selvagem.

Entre os lançamentos estão a AF-S 500mm f4E FL ED VR e a AF-S 600mm f4E FL ED VR, construídas em um corpo formado por liga de magnésio e elementos ópticos de fluorita, o que possibilita ótimo desempenho óptico com redução considerável no peso e abertura eletrônica do diafragma.

Na foto abaixo o fotógrafo do portal EF utilizou uma objetiva modelo Nikon 400mm f2.8 com um TC 1,7x em uma câmera Nikon D800E.

Ferro-velho fotografado com uma D800E + 400mm F2.8 + TC1,7x. Cred.: Tiago Degaspari (DSC8440 - 2014)

Ambas as objetivas possuem grande luminosidade, abertura máxima f4 e sistema de estabilização VR que segura até quatro pontos, colar de tripé, chave para seleção da distâcia de foco e vedação contra poeira e umidade.

Nikon AF-S 500mm f4 FL ED VR

O modelo AF-S 500mm f4E FL ED VR ficou 690g mais leve, passando dos 3,880kg para 3,090kg, pode parecer pouco, mas durante um dia de fotografando e carregando a objetiva faz toda a diferença.

Nikon AF-S 600mm f4 FL ED VRJá o o modelo AF-S 600mm f4E FL ED VR ficou bem mais leve, economizando 1,250Kg passando dos 5,060Kg para 3,810kg, uma redução bem significativa.

A redução de peso ajuda tanto no transporte da objetiva como na utilização, mesmo com o uso de tripé o peso menor ajuda a diminuir o tamanho da cabeça e do tripé e também a ter mais firmeza na hora de fotografar.


Elemento de fluorita e diafragma eletrônico.

O elemento frontal à base de fluorita ajuda na limpeza da objetiva, facilitando a remoção de partículas de poeira ou água quando utilizada a objetiva em ambientes extremos.  Outra característica da fluorita é a redução do peso e melhora na qualidade óptica da imagem reduzindo aberrações cromáticas.

Outra inovação que a nova linha de objetivas da marca tem trazido é o obturador eletrônico, representado pela letra E (eletronic) logo após a indicação da abertura. O novo sistema controla eletronicamente a abertura do diafragma, tornando o processo muito mais rápido e eficiente, diferente do sistema antigo que ainda acontecia de maneira mecânica. O diafragma eletrônico abre e fecha as paletas do diafragma de forma muito mais rápida e precisa do que o sistema antigo,  especialmente quando são realizados disparos em altas velocidades.

Atualmente as objetivas Nikon que já utilizam o elemento óptico de fluorita são:

  • AF-S 400mm f2.8E FL ED VR
  • AF-S 500mm f4E FL ED VR
  • AF-S 600mm f4E FL ED VR
  • AF-S 800mm f5.6E FL ED VR

Agora basta esperar a substituta da  AF-S 300mm f2.8 ED VRII para completar a linha de superteles com elemento óptico a base de fluorita e diafragma eletrônico.

Abraços.
Equipe EF

Um Comentário:

  1. Nossa senhora que lente,uma pena que vai custar um rim neste Brasil de impostos em cascata.

Deixe um comentário, ficaremos felizes em saber o que achou!