Quanto valem as suas fotografias? Se você valoriza as suas fotografias, conheça o NAS…

Já parou pra pensar no valor e na importância que você dá as suas fotografias?

Tenho certeza que muitas pessoas que estão visualizando este post pensaram que iriam encontrar aqui uma tabela de preços ou algo do tipo, porém a abordagem aqui sera muito mais pessoal que comercial, uma vez que calcular o valor de uma foto envolve tantas variáveis que fica difícil criar uma tabela de referência.

A valorização da fotografia começa com a importância que cada fotógrafo(a) da ao seu trabalho, muitos simplesmente fotografam sem interesse algum em manter suas fotos vivas, outros tem o interesse de manter o trabalho realizado por décadas, assim separar esses dois grupos fica bem fácil, basta saber como cada um lida com as milhares de fotografias que são produzidas ao longo do tempo.

2013, praia da Foca em Armação dos Búzios, Rio de Janeiro | por Tiago Degaspari

Desde quando eu decidi que a fotografia deixaria de ser apenas lazer para ser profissão resolvi investir em um sistema de armazenagem seguro, que garantisse a integridade das minhas fotografias, pelo tempo que fosse necessário, afinal este é o meu produto final e pra mim as minhas fotografias valem muito, nem sempre o valor esta associado ao comércio, muitas vezes a história ou as lembranças que ela traz agregada é muito mais importante

É justamente da forma de armazenamento das fotografias que vamos falar neste post, diferente da época do “filme”, atualmente existem dezenas de maneiras de manter suas fotografias digitais, que pode ser através de hd’s (disco rigído) internas e externas, pen-drivers, midias de cd’s, dvd’s, blu-ray’ e tantas outras maneiras, porém nem sempre o armazenamento é seguro.

Juntamente com a facilidade do mundo digital veio a instabilidade, mais cedo ou mais tarde um problema ou falha de hardware ou mesmo um erro humano pode comprometer todos os arquivos armazenados em um hd (disco rígido), num pen-driver,  ou em uma mídia de CD/DVD/BR, nos deixando a mercê das lamentações e prejuízos. É verdade que em alguns casos é possível recuperar os arquivos, mas o custo para isso é extremamente alto se for uma falha de hardware (no equipamento).

O velho ditado que diz “quem tem um não tem nenhum, quem tem dois tem um”  faz  muito sentido na fotografia, e também na informática, tanto que muitos profissionais fazem diversas cópias em mídias de cd, dvd e hd, porém o gerenciamento dessas mídias fica muito complicado ao longo dos anos, gerando um volume enorme a ser gerenciado que acaba se perdendo ano tempo ou mesmo por uma falha/erro de leitura que pode ocorrer após alguns anos.

A solução que nós do portal EF encontramos e usamos com muito sucesso não é nenhuma novidade, trata-se de um NAS – Network Acess Storange, que nada mais é que um sistema de arquivos que pode ser ligado a uma rede LAN, Wi-fi  ou mesmo diretamente a um computador, independente da plataforma ser PC ou MAC.

Unidade NAS para duas HD's

O NAS é um hardware (equipamento) que possui duas baias para HD’s 3.5 e pode ser conectado a rede através de um roteador sem fio (wi-fi) ou através de um hub/switch 10/100/1000. A capacidade de um NAS depende do número de baias que ele possui, existem equipamentos com 2 até 8 baias no mercado, excluindo dessa lista os NAS utilizados em data-centers que podem receber dezenas de discos em suas baias.

A segurança oferecida pelo NAS vem justamente da possibilidade que ele tem de trabalhar com sistema de arquivamento em RAID 1, ou seja, fazendo um espelhamento entre as 2 hd’s ou mais, o que torna a integridade dos dados muito mais confiável, já que se ocorrer uma falha de hardware em uma das hd’s a outra continua com todos os arquivos e a primeira pode ser substituída por uma nova. Essa funcionalidade Raid existe em muitos computadores, porém o NAS trabalha independente de qualquer computador ou sistema operacional, possui um sistema operacional próprio e geralmente fica conectado a rede LAN ou Wi-fi disponibilizando acesso as fotos e arquivos a todos os computadores e notebooks da rede, como opção o NAS pode trabalhar também sem o espelhamento RAID1, o que torna a capacidade de armazenamento maior somando os discos (hd’s) mas baixando a segurança dos dados consequentemente.

• Opções de configuração do sistema.

O NAS pode trabalhar com apenas uma hd, com duas hd’s de forma independente ou com duas hd’s fazendo espelhamento (RAID 1).

Normal com 1 hd -> funciona como uma unidade de disco comum -> não seguro!
Normal com 2 hd -> funciona como duas unidades de disco comuns  -> não seguro!
Raid 1 ->  é preciso ter 2 hd’s de igual capacidade, funciona como uma única* unidade -> seguro!

* Ao utilizar o modo RAID1 a capacidade das unidades de HD não são somados, pois é feito o espelhamento automático das HD’s.

O NAS possui um sistema próprio que permite limitar o acesso através de usuários e senha, compartilhar arquivos pela a internet e até mesmo enviar alertas por e-mail caso o limite das hd’s instaladas estejam chegando ao fim ou ocorra algum problema.

Abaixo temos um gráfico estrutural de uma rede onde um NAS (DNS323) esta ligado a um roteador sem fio, que por sua vez permite o acesso de vários computadores aos arquivos do NAS.

Estura de rede utilizando NAS para arquivos

A utilização de um sistema de armazenamento que faça um espelhamento já garante uma integridade muito maior para os dados armazenados, a possibilidade de uma falha ocorrer em duas hd’s ao mesmo tempo é muito pequena. Além de toda segurança oferecida a maioria dos modelos de NAS possuem uma ou duas portas USB para ampliação de sua capacidade, podendo ser ligado qualquer equipamento de armazenamento USB, até mesmo um a HD externa.

Se você é fotógrafo e se preocupa com os seus arquivos, invista em um NAS, certamente a segurança oferecida sera muito maior do que qualquer outro tipo de mídia ou solução.

É importante salientar que sistema NAS não são como hd’s externa como muitos acham, é um sistema independente e muito mais seguro e confiável, capaz de utilizar modo RAID1 (espelhamento) para proteção dos dados.

Confira as vantagens e desvantagens de um sistema de armazenamento NAS:

• Vantagens:
– segurança através do espelhamento (RAID1)
– opção de usar como discos independentes para maior espaço (não seguro)
– disponibilidade de acesso pela rede wi-fi ou lan
– gerenciamento de acesso por senha
– facilidade no gerenciamento dos arquivos
– compatibilidade com hd’s SATA, SATA2 e SATA3
– compatibilidade com sistema Win/Mac/Misto
– Armazena qualquer tipo de arquivo (fotos, músicas, arquivos em geral)

• Desvantagens:
–  custo inicial no equipamento NAS e HD’s
– velocidade de acesso aos arquivos (redes lentas podem comprometer o desempenho)

O custo de um equipamento NAS depende do número de baias para hd’s, a velocidade e a marca do equipamento, iniciando em torno de R$600,00 os mais simples com duas baias. Já os hd’s (discos rígidos) são comprados separadamente e podem ser utilizados apenas um disco, mas sem espelhamento, ou em pares para obter espelhamento, neste caso o modelo e a capacidade dos discos devem ser iguais.

Espero ter ajudado com este post, as nossas fotografias valem muito e por isso mante-las de forma segura é essencial.

Equipe EF.

3 Comments:

  1. TEXTO MUITO BOM!
    POSSO POSTA O TEXTO NO MEU BLOG?

Deixe um comentário, ficaremos felizes em saber o que achou!