Expedição Cânion Pirituba

O Brasil é mesmo continental. Recentemente eu  estive na região de Itapeva-SP juntamente com meu amigo Fernando, que me contratou para realização de alguns trabalhos… Missão cumprida, era hora de explorar o que o local tinha para oferecer, e foi aí que tivemos uma grande surpresa em ver que, embora a região ofereça muitas opções de turismo e aventura, existiam poucas informações sobre os locais e como chegar até eles. 

Recorremos à internet e encontramos algumas fotos e relatos sobre “o que fazer” na região, então resolvemos procurar mais informações com os funcionários do hotel onde estávamos hospedados, e não é que deu certo, um dos funcionários soube nos explicar com detalhes sobre alguns locais, e um desses locais nos chamou a atenção: Cânion do Pirituba.

Preparamos as malas, os equipamentos e lá fomos nós!

Cachoeira a vista.

O nosso primeiro destino foram as cachoeiras. Seguimos pela estrada de terra tomando a bifurcação da direita e logo encontramos um estacionamento improvisado. Avistamos uma pequena trilha em meio aos eucaliptos, seguimos a pé por uma leve descida até as margens do Rio Pirituba, de onde avistamos as belas quedas da Cachoeira 3 Quedas, um visual lindíssimo.

Um pequeno vídeo capturado com drone: 

Após algum tempo desfrutando das belezas do local, era hora de partirmos rumo aos cânions! Recolhemos os equipamentos e retornamos até o carro.

Cânions.

Retornamos de carro pela estrada de terra até a bifurcação, paramos o carro e seguimos a pé pela estrada da esquerda, já que algumas valetas exigiam um veículo 4×4 e o nosso era um veículo comum. 

Inciamos a caminhada encantados com tanta beleza, caminhamos pouco mais de 200 metros e foi aí que tomamos um susto, ou melhor, um baita susto!

Vinhamos tranquilos, na euforia de ter visto as cachoeiras e estarmos a caminho de ver os cânions. O Fernando caminhava a dois passos na minha frente e mais para o canto esquerdo da estrada, enquanto eu caminhava bem no centro, então ouço um chocalho, instintivamente dei um tapa nas costas e disse: “vaza”!!! Mais do que depressa meu amigo Fernando correu mais rápido que Bolt!  Quando ele parou e voltou estávamos divididos por uma belíssima cobra cascavel, animal peçonhento que pode causar graves “problemas”, mas por sorte, ao pisar exatamente na frente dela a poucos centímetros, ela agitou o gizo e se enrolou e permaneceu parada, certamente muito mais apavorada do que nós! 

Crotalus durissus

Susto superado, fizemos dezenas de fotografias dela, removemos ela do meio da estrada e então continuamos a nossa caminhada rumo aos cânions, porém muito mais atentos ao chão. 

A caminhada levou cerca de 20 minutos, até que nos deparamos com a imensidão do vale e suas paredes rochosas, realmente uma cena belíssima e um local maravilho para prática de ecoturismo.

Veja os cânions em um vídeo de cima: 

Os vales são imensos, embora estivéssemos voando com drones, não tínhamos tempo suficiente para fazer uma documentação mais ampla, ficou um gostinho de quero mais, muito mais!

Como Chegar?

Antes de mais nada o alerta! O local não possui infra-estrutura nem sinalização. Recomendamos que evite ir sozinho, não nade, não escale e não pratique qualquer outro tipo de atividade que possa colocar a sua segurança em risco! Nem precisamos dizer, mas quando for embora leve apenas o seu lixo, fotografias e boas recordações.
  • Partindo de Itapeva siga pela rodovia SP-258 para o sul e tome a saída sentido Bom Sucesso de Itararé. O trecho é de aproximadamente 28 km.
  • Siga pela estrada pavimentada passando pela Agrovila, uma comunidade agrícola que vem se desenvolvendo na região.
  • Após passar a pela Agrovila, fique atento a uma casinha branca na sua esquerda, uma antiga balança de caminhões desativada, é o local de entrada para o percurso em estrada de terra. Da SP-258 até a entrada na terra, são aproximadamente 8Km.
  • Siga pela estrada de terra que fica na esquerda da casinha, entre os eucaliptos até uma bifurcação.
  • Na bifurcação da estrada de terra você tem duas opções:
  • Mantendo a esquerda o destino são os Cânions, o acesso só com veículo 4×4 ou então a pé. 
  • Mantendo a direita o destino são as cachoeiras. Siga de carro até um estacionamento improvisado.
  • Veja o trajeto no GoogleMaps até a entrada de terra.

Era hora de retornar pela estrada até o nosso carro, felizes por ter visto tanta beleza nas cachoeiras e nos cânions, mas ao mesmo tempo perplexos com a falta de atividades turísticas no local, que certamente tem um enorme potencial para diversas atividades ligadas ao ecoturismo e esportes de aventura.

Abraços e até a próxima aventura.
Fotógrafo do portal EF.

Deixe um comentário, ficaremos felizes em saber o que achou!