Curiangos para o projeto Passarinhar

A primeira corujada aqui no quintal, região rural de Iracemápolis, aconteceu hoje (04/10) e começou  na noite anterior com a visita do amigo Emerson Kaseker de São Paulo, fotógrafo e passarinheiro, que estava de passagem a trabalho pela cidade. Durante sua estadia na cidade, o amigo Emerson me surpreendeu com a uma ligação dizendo que era meu vizinho… Logo pensei e cheguei a conclusão que ele estava hospedado em um hotel próximo.

Logo após o  jantar,  combinamos uma saída a campo rápida para o dia seguinte às 5h da manhã para o quintal vizinho, no distrito de Tanquinho pertencente a Piracicaba, onde contamos mais de 25 espécies frequentando a borda de uma mata e o entorno de um tanque de restilo proveniente das usinas processadoras de cana-de-açúcar da região, sem contar que na ida um lobinho atravessou correndo a frente do carro. No final da passarinhada matinal combinamos uma possível corujada no entardecer.

Fim de tarde, corujada pré-combinada, telefonemas trocado, saímos em busca dos habitantes noturnos, aproveitamos para fazer uma pausa no mirante para contemplar o lusco-fusco do final do dia.

Enfim a noite começava a ficar cada vez mais evidente, era hora de partir atrás das corujas, ou melhor, curiangos!

Saímos contornando as matas ciliares em busca de olhos avermelhados e logo começaram a aparecer os curiangos pelo chão e em galhos de árvores. Abaixo as fotos das espécies encontradas nessa primeira corujada que acabou se tornando uma “curianganda”, proveitosa, inclusive com novos e bons registros que ainda não tinham sido listadas no Projeto Passarinhar 2010.

  

  

No final do percurso de pouco mais de 10km, rodeando uma mata, contabilizamos 3 espécies de curiangos/bacuraus e aproximadamente 5 ou 6 indivíduos de cada espécie em pontos diferentes.

Abraços e até a próxima.
Equipe EF.

 

13 Comments:

  1. Silvia Regina Gomes de Toledo

    Boa tarde! Também estou com problema para alimentar um curiango, resgatei tem 2 dias, ofereci até larva de tenebrio e ele não come sozinho, estou dando ração de gato umida em uma seringa no bico dele, mas não é tão fácil. Ele esta com penas faltando em uma das asas e um dedinho torto. Se eu soltar será preza fácil, ele já voa baixo, sem todas as penas quase não voa e um pouco tortinho. Tem alguma dica para facilitar a alimentação dele, até trocar as penas?
    Obrigada,
    Silvia

  2. Bom dia EF,

    Estou com o mesmo problema da Fabrícia, encontrei um curiango com a asa machucada, imobilizei mas não sei como alimentá-lo…

  3. Bom dia .

    Tenho um pet shop e me trouxeram um curiamgo , acho que é filhote e não sei o que ele come , ele está bem machucado .

    Se poder me ajudar .
    Obrigado.

  4. Fabrícia F Kawaguchi

    Bom dia!

    Preciso de ajuda!
    Estou com um curiango em casa que capturei ontem em uma praça da cidade de Icém (interior de São Paulo). Pois bem, ele está com a asa machucada pelos cachorros que por curiosidade, o atacou.
    Agora não sei o que faço, já tentei dar papinha doce de fubá e hoje pela manhã dei carne, mas não aceitou. Se alguém puder me ajudar ainda hoje, fico grata. Fabrícia.

  5. Sempre tive curiosidade de saber sobre curiango. Nasci num sitio e vivi lá até meus 14 anos, todas as noites ouvia os curiangos cantarem,ficava muito curioso pra saber sobre esse bixo, pois não sabia se de fato era uma ave.

    Certa tarde andando por uma mata não muito espesa topei com uma ave que só pousava no chão,segui-a por algum tempo, e pensei comigo mesmo que só podia ser o tal do curiango, fiquei intrigado com aquilo,pois minha curiosidade continuou, hoje vendo as fotos neste site matei minha curiosidade sobre este passaro, pois é identico ao que vi a tantos anos atraz.

    Isto aconteceu na década de trinta, depois de tanto tempo tirei a minha duvida além de satisfazer a minha curiosidade. A cidade em que vivia era Regente Feijo no interior de SP, essa época era sertão bravo!

  6. Legal isso em Tiagão, sempre comentamos sobre uma corujada e sempre adiamos , prescisamos organizar uma e verificar os habitantes noturnos da nossa região .

  7. Muito legal Tiago.
    Estamos organizando um Grupo de Observadores de Aves em Americana e cidades da região e já estamos com fotografos de S. Barbara, Piracicaba, Limeira e Americana.
    Fica aqui o nosso convite.
    Abraço e parabéns.

  8. Grande Tiagão! Você e o Emerson são grandes pessoas, gente finissima os dois!

    O único bacurau que esta sem ID, acho que é o chintã também ok?

    Grande abraço e parabéns pra você e pro barba-ruiva.

    • Bom dia Demis!
      Obrigado pela visita e pelos comentários. Realmente é muito bom ter uma equipe de “consultores” que ajudam na ID das espécies.
      Estou esperando você para uma saída a campo faz tempo, precisamos marcar!
      Abração.

Deixe um comentário, ficaremos felizes em saber o que achou!