1989, o começo de uma paixão!

Olá pessoal, hoje reescrevo este post que havia publicado no meu antigo blogspot na data do meu aniversário (31/3). Muito mais importante que reescrever este post é documentar um momento tão importante em minha vida.

Muitas pessoas, inclusive fotógrafos, costumam me perguntar quando foi que comecei a fotografar e quase sempre respondo que  a pouco tempo, menos de 10 anos, pois acabo levando em conta apenas o tempo que tenho utilizado equipamentos mais sofisticados, como câmeras digitais e SRL/DSLR…

Motivado por essa constante pergunta e pela minha curiosidade típica de ariano, despertei para um fato tão importante  em minha trajetória que culminou em ser fotógrafo,  eis que então um dia resolvi fazer uma pesquisa pessoal e descobri que 0 meu primeiro ensaio fotográfico foi aos 10 anos de idade, utilzando uma compacta 35mm “point-to-shot”…

Tudo começou em novembro de 1989 quando participei de uma viagem da escola que eu estudava para conhecer o Museu do Ipiranga e o Zoológico de São Paulo, coisa de escola de interior , mais do que de pressa pedi para minha mãe a autorização para ir no passeio, e claro, a recém comprada câmera fotográfica dela, uma Yashika YK-35, “automática” equipada com lente fixa, flash embutido e reconhecimendo automático do ISO do filme além do avanço automático das poses após disparado um quadro…

Nossa era um maquinão pra época, mas eu não sabia nada disso, a única coisa que eu acreditava saber era apontar e apertar  botão! Emplogado e equipado com a camerinha lá fomos nós para o Museu e Zôo, e é aqui que já abro espaço para uma observação importante: de todas as fotos registradas apenas  duas ous três foram do museu e todo o restante do zôo, isso diz algo pra você?

Em 1989não era barato fotografar, talvez hoje ainda não seja para muitas pessoas, mas  à 20 anos o filme era caro e a revelação  era demorada e também custava um bom tanto de dinheiro, motivo pelo qual fui com apenas 2 rolos de filme 35mm/36 poses para a minha viagem escolar, claro que não foram suficientes, os 2 rolos se acabaram rapidamente no ZOO e por sorte existia na época um pequeno quiosque de filmes dentro do ZOO onde pude comprar mais um rolo com o dinheiro emprestado da minha professora de ciências.De volta pra casa, eufórico e impressionado com os animais que tinha visto por lá: onça, urso, ariranha,  elefante , girafa e etc, pedi para minha mãe revelar as fotos  o mais rápido possível,  me lembro até hoje que o valor  era bem alto o que levou um certo tempo para que pudessmos pegar as ampliações, ansioso não aguentava mais esperar, mas à espera valeu a pena pois minha mãe comprou um lindo álbum para organizar e guardar as fotos, coisa de mãe coruja, apesar de boa parte das fotos terem “queimado” por erros, desconhecimento e questões técnicas que eu não compreendia na época, ou seja, apenas umas 20 e poucas fotos no álbum, mas era mais do que suficiente para um menino de 11 anos…

Bom, já que estou falando de fotografia nada melhor do que uma micro-exposição, selecionei 3 fotos para mostrar que mesmo sem conhecimento técnico, sem a qualidade que busco hoje, são fotos que adoro e o que realmente importava era mesmo a captura e o registro do momento, de algo novo, de algo diferente, algo que chama minha atenção e me encanta até hoje, então vamos ver as fotos (sem risos, por favor):

Resumindo, essas foram as minhas primeiras fotografias e inclusive as primeiras com o tema natureza, mesmo que dentro de um ZOO!

Fotos de quando eu nem sabia nada sobre fotografia, mesmo sem saber o que era ISO ou velocidade e muito menos que 20 anos depois teria um interesse muito grande na fotografia ao ponto de ser um fotógrafo profissional e viver da atividade.

Revendo essas fotos, fica claro como a fotografia é algo que nos leva por um caminho muito longo porém compensador,  é gratificante, é emocionante, é mágico é algo que vem de dentro pra fora!

Aos 10 anos de idade eu poderia saber que gostava da natureza e de fotografia mas jamais poderia imaginar ou programar ser um fotógrafo profissional quando adulto, louco e apaixando por fototografias de natureza. Talvez isso esteja no meu “DNA”.

Bom é isso.
Abraços.

Tiago R.

Um Comentário:

  1. Excelente texto! Até Comove…rs Abs

Deixe um comentário, ficaremos felizes em saber o que achou!